Como começar a investir do 0

Quando o assunto é o investimento pode ser algo complicado, afinal, tem sempre quem diz que o dinheiro não está sobrando para começar a poupar. A primeira coisa a se ter em mente é exatamente isso, não se deve esperar o dinheiro sobrar, pois sempre temos algo com o que queremos gastar. Hoje, vamos falar sobre como começar a investir do 0. São dicas para pessoas que você comece a criar seu investimento, desde a reserva de emergência, até investimentos mais arriscados com retorno maior. 

Continue lendo e confira como isso é possível!

 

A importância do investimento

 

O primeiro investimento que alguém precisa fazer é uma reserva de emergência, pois ela como o próprio nome já diz vai auxiliar em emergências que podem ocorrer, como perda de emprego, doença e outras coisas que você precise de dinheiro rápido e não tenha outra forma de conseguir. 

Lembrando que a reserva de emergência não é um dinheiro extra, mas sim um valor destinado a emergências, se não for algo nesse tipo, evite ao máximo usar esse dinheiro. 

Além da reserva, fazer investimentos é importante para ter bons retornos nos seus objetivos. Imagine um viagem que você tanto deseja, ao fazer investimentos que rendem mensalmente você consegue fazer sua viagem de uma maneira mais tranquila. O mesmo vale para a compra de um bem ou algo relacionado. Além disso, os investimentos são uma maneira de deixar sua vida mais tranquila quando for a hora. 

Agora vamos as dicas para começar a investir do 0!

 

1- Planejamento financeiro

O primeiro e mais importante item dessa lista é o planejamento financeiro. Com ele bem definido fica mais fácil de começar seus investimentos. 

Foque nas planilhas com todos os seus gastos, coloque tudo nos mínimos detalhes para que você consiga visualizar onde pode economizar e onde você não pode. 

Veja todos os gastos extras e some o valor final. Com esse valor em mãos veja como pode economizar nas coisas extras e use esse dinheiro para investir. 

Existem opções de investimentos a partir de R$50 reais, um valor bem acessível e que é possível para começar seus investimentos. 

2- Tenha frequência

Se você começou a investir R$ 50 reais por mês, continue investindo essa quantia e vá aumentando a medida do possível. De maneira alguma pule meses sem investir, pois tudo vai depender da sua frequência de investimentos. Se um mês você deixa de investir para gastar o dinheiro com outra coisa, no próximo mês terá outra desculpa e vai para de investir e fazer sua reserva. 

Tente o máximo possível investir os mesmo valores por mês e ir aumentando a medida que se organiza financeiramente. Evite diminuir o valor do investimento, pois é mais fácil ir se adaptando a gastar menos. 

 

3- Invista primeiro

Recebeu o salário? Pois já faça seu investimento. O primeiro passo é esse, pois retirando o valor do investimento, você já consegue se programar para pagar suas despesas e gastos extras com o valor restante. 

Investimento não deve ser considerado como o dinheiro que sobrou e você vai investir, mas sim como prioridade. 

Como falamos acima, é mais fácil ir se adaptando a gastar menos dessa maneira. Agora se você for pagar todas as contas, comprar itens que deseja e só depois ver o que sobrou para investir, as chances de não sobrar nada é enorme. Tenha foco e você vai conseguir ter bons investimentos. 

 

4- Conheça os tipos de investimento para iniciantes

Ao ouvir a palavra investimentos você pensa em pessoas de terno e gravata dentro de um escritório? Ainda existem essas pessoas, mas não precisa de se preocupar, na hora de investir você mesmo pode fazer seus investimentos e do seu próprio celular. 

Vários bancos já disponibilizam essas opções de investimentos, tanto em renda fixa, quanto variada. Além disso, várias financeiras podem te auxiliar. 

Mas é importante que você estude um pouco sobre os tipos de investimentos para iniciantes. Afinal, pode parecer complicado, mas você consegue com um pouco de estudo. 

Para quem vai começar do zero o melhor é o investimento em renda fixa, pois os riscos são menores. 

Algumas opções de renda fixa são:

  • CDB (Certificado de Depósito Bancário)
  • Tesouro Direto
  • LCI (Letra de Crédito Imobiliária)
  • LCA (Letra de Crédito do Agronegócio)
  • Fundos de Investimentos de Renda Fixa
  • LC (Letras de Câmbio)
  • CRI (Certificado de Recebíveis Imobiliários)
  • CRA (Certificado de Recebíveis do Agronegócio)

 

Preciso de gerente para investir?

Outra dúvida dos investidores iniciantes é se precisa de um gerente para controlar seus investimentos. A resposta é não. Muitas das opções atuais de investimentos são com aplicativos de financeiras em que você consegue de maneira intuitiva fazer seus investimentos. Os bancos digitais também facilitam muito nesse quesito. 

Existem testes que são aplicados para entender qual é o seu perfil de investidor, com esses testes já são sugeridos os melhores investimentos para você de acordo com o seu perfil, seja conservador ou não. 

 

É seguro investir online?

Sim, desde que você faça isso com um banco ou empresa de confiança. Procure a saber a respeito da empresa, se algum conhecido já usa e qual a opinião sobre os investimentos nessa empresa. 

Tome cuidado com empresas que prometem retornos muito maiores do que o normal. Por isso, de preferência as financeiras e bancos já conhecidos.